Quem hasteará a bandeira da paz?

junho 14, 2019

Vivemos cercados por barris de pólvoras por todos os lados, a qualquer instante tudo pode explodir e a situação ficar incontrolável, não há o quê se faça para apaziguar essa guerra declarada e inflada todo dia, até mesmo por quem deveria buscar a paz. Chegamos a um ponto limite, em que aquele que discorda da opinião do outro é considerado inimigo, as opiniões individuais não contam mais, ou se está a favor, ou se está contra.

E a ignorância roubou a cena, pois tudo agora é ignorado e todos estão mais ignorantes, só se faz prevalecer à vontade de um em detrimento à vontade do outro, dividido em dois lados, caminhamos a passos largos para o mesmo abismo que nos matará a todos. Moramos na mesma casa, mas já não convivemos mais, enquanto um lado quer reformar a casa, o outro quer que ela caia para que possa reconstruí-la.

Não há mais expectativas de se abrandar a animosidade, o clima é hostil e as armas estão sempre em punhos, prontas para desferir o primeiro golpe contra quem se opuser e tentar rechaçar a opinião individual. Não há espaços para diálogos, somente acusações de lado a lado, imputamentos de culpas que, a essa altura, já são dos dois lados, vingar-se pela atitude do outro, pelas escolhas do outro é a necessidade diária de cada um.

Existe no ar uma defesa do indefensável, uma imposição de pontos de vistas equivocados que não aceitam argumentos evidentes, em que se tenta impor mentiras sobre verdades incontestáveis. Ninguém tem a hombridade de dar o braço a torcer, de passar por cima do próprio orgulho e ser capaz de pedir perdão pelos erros. E assim, todos vão errando cada dia mais, como se fosse certo afirmar que o errado é que é de fato o correto.

É mais fácil espalhar boatos e confundir ainda mais a opinião de todos que já andam deveras confusos, do que buscar um jeito para aliviar o cenário de confusão, xingamentos e desrespeitos, acusar é a única defesa dos tempos atuais. E nesse cenário, todos perderam a razão, não há raciocínio lógico dos argumentos, apenas uma efusiva reação emocional que vomita grosserias apenas para poder retrucar uma opinião contrária.

Vamos mal, muito mal e não há ninguém disposto a hastear a bandeira da paz, guerrear é o que tem alimentado os homens por essas bandas. Aqui abro um parêntese para fazer a “mea culpa”: às vezes jogo gasolina demais no palheiro. Mas, que atire a primeira pedra quem, nos dias de hoje, também não o fez? O fato é que do jeito que as coisas vão, não iremos a lugar nenhum e nem seremos uma Nação, continuaremos nessa disputa, insana, puxando um cabo de guerra, cada qual querendo apenas, que seu lado vença.

Anúncios

Por onde anda a justiça?

maio 26, 2017

Por onde anda a justiça que não enxerga as vilanias que sofrem as pessoas menos favorecidas, que são pisoteadas todos os dias e não têm a quem recorrer para reclamar de seus direitos e que, muitas vezes, são tratados como culpadas pelas situações que se encontram e pelas quais são submetidas sem opção de escolhas?

Por onde anda a justiça que privilegia os profissionais que usam de subterfúgios para fugirem das leis e dos pagamentos de impostos e não é capaz de atender os anseios daqueles que, com retidão e muita dificuldade, geram riqueza para impulsionar a roda da economia do país e são sempre os primeiros a pagar a conta?

Por onde anda a justiça que não defende as empresas que criam empregos, que pagam seus impostos, que abrem as fronteiras, geram riqueza e fazendo o país crescer e que prefere ficar ao lado de empresas que fazem o jogo sujo para conquistarem espaço e obterem lucros aviltantes de forma espúria, apenas para enriquecerem os seus donos?

Por onde anda a justiça que não enxerga os políticos que traíram o povo e venderam os seus mandatos para atender os seus interesses pessoais e de terceiros, e que estão envolvidos em toda e qualquer espécie de corrupção, fechando acordos, desviando dinheiro público, usando laranjas para esconderem suas jogadas ilegais?

Por onde anda a justiça que não faz nada contra os juízes que têm por obrigação cuidar com eficiência para que ela seja sempre feita e que não enxerga que o injustiçado é julgado como culpado e os poderosos são postos em liberdade e defendidos como grandes heróis, num acordo espúrio em que os culpados jamais terão culpa?

Por onde anda a justiça que não enxerga que o povo está cansado de ver tantos bandidos serem defendidos e desfilarem seus risos amarelos, impunemente, se vão-gloriando de seus maus feitos, fazendo com que o povo não mais acredite que a honestidade seja o melhor caminho para salvar esse nosso pais?

Por onde anda a justiça que está no discurso de algumas pessoas, mas que se perde em atos na defesa de bandidos tão corruptos quanto outros, que respondem processos, que estão indiciados em inquéritos, que receberam propinas, que desviaram dinheiro, que aparelharam o Estado, que fazem parte do mesmo grupo de ratos que assalto o país?

Por onde anda a justiça de algumas pessoas, que clamam por ela, mas perderam o nível aceitável de razão e querem resolver tudo de forma autoritária, compulsória, discriminatória, reacionária, querendo imputar à força um senso de justiça pessoal, sem se importar com as escolhas individuais de cada cidadão brasileiro?

Por onde a justiça? A dos homens, esta parece que não existe mais, agora, o que nos resta é acreditar na justiça divina.


VERDADES E MENTIRAS

abril 1, 2016

O POVO SÓ ACREDITA EM MENTIRAS

POIS, AS MENTIRAS BEM CONTADAS

TEM A FORÇA DA VERDADE

E A VERDADE MAL CONTADA

IMPRESSIONA A SOCIEDADE

E ASSIM A VIDA PASSA

DIA A DIA NA CIDADE

O POVO ESTÁ A BEIRA DA REVOLUÇÃO

– É CULPA DA CRISE!

– É SÓ CORRUPÇÃO!

MAS, ONDE ESTÁ A VERDADE

OU A MENTIRA

QUE ENGANA A POPULAÇÃO?

OS POLÍTICOS, CHEIOS DE DEMAGOGIAS

– VAMOS SUPERAR A CRISE!

– A INFLAÇÃO ESTÁ CONTROLADA!

MAS, ONDE ESTÁ A VERDADE

OU A MENTIRA

QUE ENGANA A SOCIEDADE?

A POLÍCIA DIZ:

– A VIOLÊNCIA É CIRCUNSTANCIAL!

A JUSTIÇA DIZ:

– A LEI É PARA TODOS!

MAS, QUEM É BANDIDO

OU MOCINHO

NO PLANALTO CENTRAL?

– QUERO O FIM DA IMPUNIDADE!

– QUERO CADEIA PR’O CORRUPTO!

– QUERO IMPEACHMENT!

– QUERO A DEMOCRACIA!

E ASSIM A VIDA PASSA

DIA A DIA NA CIDADE

COM POVO BRIGANDO COM POVO

POR CONTA DE MENTIRAS E VERDADES.


%d blogueiros gostam disto: