Dramaturgo Santista em cinco cidades

agosto 10, 2016

reportagem1

Anúncios

O amador é quem faz o teatro

maio 7, 2011

Por mais que procurem não dar importância e, às vezes, até menosprezar o teatro feito de forma amadora, é preciso deixar claro que se comete a maior das injustiças, pois é justamente entre os amadores, que a arte de fazer de Teatro, respira e se revigora dia-a-dia. É no Teatro amador que a arte se preserva e onde se é capaz de ver brotar novos atores de verdade.

Porque é no teatro amador que se vive de fato, toda a dificuldade que se tem para colocar um espetáculo em cartaz, a necessidade de se custear a produção, de viabilizar a montagem, muitas vezes com recursos ínfimos e escassos e compartilhados pelos integrantes do grupo. E é no teatro amador que se aprende a abdicar da própria vida em favor da arte.

Não podemos renegar, diminuir, ou até mesmo desdenhar de quem faz teatro de uma forma amadora devemos sim, louvá-los, pois, todos eles, são desprendidos de quaisquer outros valores, e, levam muito mais em conta a coisa artística do que o lado financeiro, e, em nome do teatro, preocupam-se apenas em mostrar a grandeza na arte de interpretar, esperando apenas alguns sinceros aplausos.

Muito me entristece quando desqualificam e diminuem os esforços destes “dom-quixotes” do teatro, pois não leva-se em conta, nem mesmo a boa intenção de mostrar a arte do Teatro. É claro que muitos tem defeitos e mostram deficiência nas suas apresentações, mas, precisamos aprender a enxergar em cada uma dessas apresentações, a semente do teatro germinado, que, por certo, manterará viva a cultura teatral.

Seja na escola, na igreja, na associação de classe, a iniciativa de levar a arte do teatro para as pessoas, deve ser respeitada, pois, mesmo que não haja a mesma qualidade que se espera e que se encontra em produções de quem vive da arte do Teatro, a intenção de preservar a magia que a arte de interpretar desperta nas pessoas, precisa ser levada em conta.

Somente com a preservação do Teatro amador, onde se planta a semente do fazer teatral, que o Teatro sobreviverá. Quem achar que a má qualidade de quem produz teatro de forma amadora pode contribuir para a desvalorização da arte, pode estar comentando um grande equívoco, pois, que atire a primeira pedra, aquele que hoje é um artista famoso, que no início de sua carreira, não fez parte de um grupo amador.

O Teatro amador precisa ser respeitado e incentivado, ao invés de ser desqualificado e desprestigiado. Quem sabe, a contribuição dos que hoje já são unanimidades do meio teatral, não venha fortalecer e fazer com que o Teatro Amador continue sendo o grande celeiro de novos talentos do teatro nacional?


Amador sim, e daí?

julho 2, 2010

Entre dificuldades para montagens, para poder ensaiar, sem espaços para apresentações, sem qualquer apoio, sem nenhuma verba, quase sem nenhum espaço na mídia para sua divulgação, o teatro amador sempre se superar e, por vezes, e não são poucas, consegue encantar.

Não é raro ver atores e atrizes se transformando sobre um palco, transbordando arte e emoção por todos os poros. Vivendo o personagem com tamanha verdade que nem sempre enxergamos em atores ou atrizes, consagrados. E é por momentos como estes que o teatro encanta.

Ver num palco, ou num outro espaço, (pois não é sempre que o pessoal amador tem a chance de se apresentar sobre um), um ator justificando cada letra e cada sentimento contido no texto que ele interpreta e não apenas brincando de fazer teatro, revigora a condição do teatro amador, e reafirmar como o lugar ideal para o “fazer teatral”.

Pena que entre tantos que buscam o aprimoramento e levam a sério a arte de atuar, alguns ainda fazem do teatro amador um território para brincadeiras, enganações e perversões, atrapalhando e contribuindo para o desprestígio da categoria. Não é porque é amador que tem que ser desse jeito.

Essas pessoas que circulam no teatro amador apenas para fazer “tipo”, ou sei lá o quê? Deveriam aproveitar a oportunidade e, realmente, absorver todo o ensinamento que o teatro amador é capaz de dá. Pois não existe nenhuma outra arte, onde se aprenda desde a produção até a interpretação, passando por todas as fases de preparação de um espetáculo. Teatro amador é um lugar que não tem espaço para aventureiros e sim para interessados na arte de atuar.

Por isso, aqueles que se dedicam e tratam o amadorismo do teatro com todo profissionalismo, encarando os desafios de atuar com toda a responsabilidade que uma interpretação merece, só tem a ganhar. E, com certeza, para estes, as portas estarão sempre abertas e, por eles, sempre valerá à pena disponibilizar textos para suas apresentações.

Teatro é a arte de atuar e não importa se isso é feito de forma amadora ou profissional, o que importa é ver a verdade do ator no exercício do seu ofício na sua maior plenitude e poder levantar e aplaudir por sua atuação. E melhor é poder dizer: Ele é amador? E daí?


%d blogueiros gostam disto: