O respeito pela interpretação


Não há tempo, nas estradas dos palcos da vida, que assegure a qualquer ator, o direito de desdenhar de quaisquer personagens. Seja ele protagonista, ou um figurante com fala, o mínimo que a arte pede é uma interpretação honesta, ainda que lhe falte talento para isso. Entrar em cena, travestido de uma caricatura de interpretação, fazendo caras e bocas, e repetindo velhos trejeitos, chega a ser um afronte aos Deuses do Teatro.

Quando um ator recebe a missão de dar vida a uma personagem, cabe a ele transformar palavras escritas pelo dramaturgo, em ações que justifique a sua história e convença o público de seus conflitos. A arte do Teatro, é a da interpretação, não é a da caricatura, muito menos a da imitação; é tornar uma vida imaginária, em uma vida real, verossímil. Teatro não é, nunca foi e jamais será a arte do faz de conta.

O problema é que, o quê se vê, principalmente nas telenovelas, são alguns atores usando de caricaturas, imitações, do faz de conta, deixando a personagem inverossímil e sem conseguir conquistar empatia do público, pois não é possível se enxergar ali, uma interpretação que faça daquela personagem uma pessoa normal. Só técnica não sustenta uma interpretação, até porque, toda personagem tem uma alma a ser mostrada.

É certo que sempre vão dizer que em televisão é tudo muito rápido, principalmente em telenovelas, que não há espaço para criar, essas coisas todas que já estamos acostumados a ouvir. Mas, se há espaço para colocar em cena uma caricatura da personagem, porque não há espaço para interpretá-la? Entrar em cena no piloto automático e fazer o mais do menos, como se fosse um, cumprir tabela, acaba sendo um desrespeito a arte.

O bonito de se ver em cena, é a troca de grandes interpretações, quando os atores se dispõem a dar vida às suas personagens com as verdades que elas merecem. Quando o público não vê a dedicação do ator à sua personagem, é quase certo que aquele trabalho está fadado ao fracasso. Os atores que apoiam suas interpretações em caricaturas e ainda acham que fazem grande trabalho, de duas, uma: Ou se acham gênios, ou nunca souberam interpretar.

Ninguém precisa ser um grande ator, mesmo porque, isso é missão para poucos, mas, o mínimo que um ator deve fazer em cena, ainda que lhe falte talento para tanto, é ter respeito pela interpretação. O ator que se mostre em evolução, buscando elementos para uma boa interpretação, sempre será bem mais respeitado, do que aquele ator, que se acha um mestre na arte da interpretação, mas que só cria personagens caricatos.

Por isso, quem optar pelo Teatro, tem de ter em mente que viverá uma vida de estudos, principalmente da alma humana, pois, talvez, a sua próxima personagem possa exigir de você, um pedaço de cada pessoa que você cruzou pela sua vida e você terá que estar preparado para juntar tudo isso na sua interpretação, para fazer daquela personagem, alguém que valha conhecer e não, uma caricatura de gente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: