A sede pelo poder


Às vezes, somos capazes de tomar atitudes impensadas, e que atire a primeira pedra quem nunca as tomou, mas aqueles que têm sede pelo poder são capazes de tomar, não só atitudes impensadas, são capazes de atos insanos; perdem a noção da sensatez, passam a agir por impulsos descontrolados, com medo de perder o poder conquistado e, incitam, incendeia, estimulam e até mesmo, ordenam um vale tudo contra quem tenta tirá-los do poder.

E é assim, bem no meio deste momento delicado que estamos passando no país, onde uma crise está arrasando a vida dos brasileiros, com desemprego, inflação, endividamento, falta de perspectiva, as forças políticas disputam com unhas e dentes o poder político do país e, ao invés de buscar a conciliação, o partido do governo, por conta de investigações contra o seu líder maior, convocam a militância para uma guerra.

Uma guerra contra quem? Como pode o partido que foi eleito carregando a bandeira de governo do povo, pelo bem do povo, que, na iminência de perder a governabilidade por atos irregulares e ao ter seu chefe supremo investigado por suspeita de atos criminosos, compactuar e patrocinar uma convocação de atos de guerrilhas contra o próprio povo? Ou o povo que o elegeu nunca fez de fato nenhuma importância para ele. Alguém os alertou e agora eles negam.

É, mas, não se pode cair na provocação, pois a sede de poder está fazendo com eles percam a lucidez, a ponto de buscar ficar na força, mesmo que agora clamem à militância que não entrem em conflito. Será que agora já não é tarde? Espero que não! Incitaram os seus militantes para uma guerra civil contra os próprios brasileiros, e não se deram conta o quanto esse ato podia fazer mal para país. A sede de poder que eles têm, quase sempre lhe tira a razão.

O pior disso tudo é que tentam convencer o povo, que tudo o que está acontecendo com eles, faz parte de um golpe articulado pela mídia para tirar o povo do poder. Mas, desde quando o povo esteve no poder? Desde quando eles estão preocupados com o povo? Há tempos que o povo deixou de ser importante para eles. Agora, quando a máscara da desfaçatez está caindo por terra, eles querem convencer o povo que estão sofrendo um golpe?

Ora, eles que nos façam-me um favor! O quê eles querem, aliás, sempre quiseram, é se perpetuar no poder, tanto que armaram um esquema criminoso usando empresas públicas para, assim, financiarem “ad eterno” os seus desmandos no poder. No fundo, bem lá no fundo, eles nunca quiseram manter no nosso país, uma Democracia de fato, só fazem isso como um jogo, por conveniência, pois, não conseguiram implantar sua perpetuação no poder, na marra.

Por isso, devemos ficar atentos e fortes, porque a sede de poder desse partido é insaciável, e eles não desistirão assim tão fácil, de implantar a sua tão sonhada perpetuação no poder, traçada, desde que seu chefe supremo ganhou o governo pela primeira vez, ainda mais agora, que estão vendo o seu plano sendo desestruturado e a possibilidade iminente de seu chefe supremo ir para prisão. Os movimentos sociais já articulam a militância para o enfrentamento.

Lutemos pela nossa Democracia, com a razão e com as armas da Justiça, sem ideologias partidárias, mas não caíamos em nenhuma provocação, porque eles já anunciaram que, se preciso for, derramarão sangue para não deixarem o governo e, todo mundo sabe muito bem que eles são capazes de tudo, desde os golpes mais baixos, como tentar subverter a ordem dos fatos, até aos atos mais extremos, como usar a violência da militância, contra o povo, só para não perderem o poder.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: