O quê deixar para trás?


O ano já está a mil por hora, os compromissos do cotidiano já começam a tomar os nossos dias, mas antes que tudo nos coloque fora do nosso prumo, é preciso rever a bagagem que trouxemos para este ano. Será que ainda não ficou alguma coisa que podíamos ter deixado para trás? Será que não trouxemos bagagem demais? Às vezes, a euforia de um novo ano faz com que não deixemos escapar algo que podíamos ter jogado fora.

Estamos sempre apegados as coisas, tamanha a nossa capacidade de guardar lixo, principalmente, lixo emocional. Comemoramos, bebemoramos, brindamos a chegada de um novo ano com novas esperanças, que nem nos damos conta se chegamos até esse, chamado novo começo, de fato, renovados. Pensamos em fazer tudo diferente, mas poucas vezes nos preocupamos se na passagem do ano, fizemos a devida faxina emocional em nós.

Nem só de otimismo, fé e esperança num futuro melhor, é que vivemos. Existem outras variáveis que complementam o nosso bem estar nesta vida e, se ainda carregamos em nossa bagagem as mesmas coisas, os mesmos pensamentos, as mesmas atitudes que nos fizeram chegar ao final do ano anterior, exaustos, elas pouco terão efeitos para um viver realmente melhor. E continuaremos repetido o nosso velho círculo vicioso.

Quantas vezes neste pequeno espaço de tempo deste novo ano, já não nos pegamos cabisbaixos, desanimados, achando que o ano mudou e que mais outra vez, tudo será do mesmo jeito? Isso pode sinal que trouxemos bagagem demais para a nossa viagem. Talvez a mudança que tanto buscamos, passe por descartar tudo aquilo que ainda não tivemos coragem de jogar fora. É preciso jogar coisas fora para poder adquirir outras tantas.

A vida é mesmo muito difícil de ser vivida; o sofrimento sempre ali, a espreita, a tristeza, as decepções, a ingratidão, mas tudo isso está no todo de um ser humano complexo, por isso, não devemos encher nossa bagagem com coisas que foram, são e serão provocadas pela contrariedade que é ser um ser humano. Esvaziar as nossas bagagens com o lixo que outros nos colocaram, pode ser um bom começo para seguir a viagem com menos peso nas costas.

Deixar para trás o quê já não está nos fazendo tão bem quanto antes, deve ser feito. É preciso tomar a consciência que devemos dar prioridade a nossa vida compartilhá-la com outras é sempre muito saudável, mas, do quê adianta você seguir viagem com um peso maior do quê você pode carregar. Cada um já tem sacrifícios suficientes para enfrentar na sua jornada para ficar carregando coisas que já não servem para nada.

Ano novo, vida nova, esperanças renovadas, fé em um futuro melhor, mais tudo isso passa por rever a bagagem que trouxemos até aqui. Aproveitemos que ainda damos os primeiros passos para conquistar aquilo que tanto queremos na vida, abramos as bagagens, cutuquemos lá dentro e, sem dó, nem piedade, deixemos para trás tudo aquilo que temos a certeza que trouxemos demais do ano passado. Para assim, seguirmos nossa viagem mais leves.

Uma resposta para O quê deixar para trás?

  1. Lucas Machado disse:

    Gostei do seu texto, parabéns pelo modo de ver.
    (https://luccasmachado.wordpress.com/2016/01/10/o-feio/)
    Confira? Olha o que passa um feio. :)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: