A busca pela unanimidade burra


Já disse um dia, Nelson Rodrigues: “toda unanimidade é burra!” E é mesmo! Nos tempos atuais o que mais vemos é uma disputa estúpida por uma unanimidade que nunca será alcançada. Quem quer ser unanimidade, não quer que o outro pense e quando o outro pensa, longe estará a possibilidade de uma unanimidade em quaisquer que sejam as circunstâncias. É uma questão de opinião própria de quem tem a capacidade de discernimento.

O momento atual do país escancara esse desejo por uma unanimidade a todo custo e sobre diversos temas que envolvem nossas vidas e, a retórica de lado a lado está perdendo a luta pela intolerância, aonde, o lado que não aceita a opinião contrária, parte para agressão descabida e gratuita. Nada e, nenhum assunto, terá algum dia, a unanimidade e, não há vontade maior de ninguém que faça aquele que pensa, discordar da opinião alheia.

A busca pela unanimidade é burra, pois, deixa claro, a tentativa egoísta de se sobrepor ao outro, querendo convencê-lo de que o melhor a fazer é seguir sua forma de ver e viver a vida, suas atitudes, seus pensamentos, suas opiniões, seus argumentos, suas convicções, sua ética, sua fé, sua religião, seu Deus, seu partido, seu time de futebol, seu facebook, seu twitter… Querem, na verdade, cordeirinhos. Cada cidadão é livre para exercer o seu pensamento.

A graça da vida está nesse multiculturalismo que nos faz sermos diferentes uns dos outros e que nos faz seguir, por livre e espontânea vontade, aqueles com quem convergimos e discordar daqueles de quem divergimos, mas, até mesmo diante desse quadro, não existe uma unanimidade plena, pois, sempre se diverge e converge conforme a capacidade de discernimento que temos para lidar com esse ou aquele assunto.

Parece até que está virando moda essa busca desenfreada pela unanimidade, pois, o que tem de gente querendo seguidores e simpatizantes que façam coro às suas opiniões, não está brincadeira! Se a pessoa não é a favor da família, é pervertido, se é contra a causa gay, é homofóbico, se é a favor, também é gay, se é contra o governo, é coxinha, se é a favor, faz parte da esquerda caviar, ninguém respeita mais a opinião do outro.

Pois, está aí a única coisa que deveria ser unanimidade: o respeito. Chega dessa corrida para buscar a unanimidade sobre aquilo que você acredita, a luta tem de ser pela busca desenfreada pelo respeito à vida alheia, às opiniões alheias, às atitudes alheias, a discordância faz parte do crescimento do ser humano e quem continua cegamente acreditando que as coisas só melhorarão quando houve unanimidade sobre todos os assuntos, será apenas um tolo.

Uma resposta para A busca pela unanimidade burra

  1. Unanimidade, para mim, supõe diversidade. Diversidade nunca seria um problema para a unanimidade, mas a sua possibilidade. A unanimidade forçada sim é avessa e burra. Esta bitola e deturpa a realidade. Abrs.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: