Saúde é só um detalhe


CENÁRIO: RECEPÇÃO DE UM HOSPITAL

UM HOMEM ENTRA CARREGADO PELA MULHER, GRITA DE DORES. SUA MULHER SE APROXIMA DO BALCÃO DE ATENDIMENTO. O HOMEM SE SENTA EM UMA DAS CADEIRAS DA RECEPÇÃO.

MULHER – Moça, por favor, meu marido está morrendo de dor!

A RECEPCIONISTA, GORDA, ÓCULOS, COM COQUE NO CABELO, ESTÁ COSTAS PARA PLATEIA, FALA AO TELEFONE.

RECEPCIONISTA – Mas, menina, nem te falo. Sabe aquele cara do pagode? É, aquele loiro, forte, de olhos azuis, com uma tatuagem no braço. Saiu de mãos dadas com o neguinho do cavaquinho! Fiquei de boca aberta! E você passou a noite toda babando pelo bofe, hein?

MULHER – (BATENDO NO BALCÃO NERVOSA) Ei, mocinha, Dá pra mocinha desligar o telefone e me atender?

O HOMEM GEME. A RECEPCIONISTA SE VIRA E FAZ UM SINAL COM A MÃO PARA A MULHER ESPERAR, E SE VIRA DE NOVO.

MULHER – (MAIS NERVOSA AINDA) Moça, o meu marido está morrendo!

RECEPCIONISTA – Não é mentira, te juro! Pena que você já tinha saído. Saíram na maior naturalidade. O pessoal disse que eles namoram já faz um tempão!

MULHER – (GRITANDO) Você quer me atender agora! O meu marido morrendo e você fazendo fofoca no telefone!

RECEPCIONISTA – (AO TELEFONE) Vou ter que desligar. Depois a gente se fala! É… chegou mais um aqui que diz estar morrendo! Duvido que tenha o nosso plano de saúde! Eu já te ligo. Beijos!

A RECEPCIONISTA DESLIGA O TELEFONE E SE DIRIGE A MULHER.

RECEPCIONISTA – Documento do paciente e carteira do nosso convênio.

A MULHER VAI ATÉ O HOMEM.

MULHER – Tua identidade e a carteirinha do convênio.

O HOMEM COM DIFICULDADES, TIRA DO BOLSO DA CAMISA OS DOCU-MENTOS. ELE GEME. A MULHER PEGA OS DOCUMENTOS.

MULHER – (ENTREGANDO OS DOCUMENTOS) Olha, moça! Tudo aqui.

RECEPCIONISTA – (BALANÇANDO A CABEÇA NEGATIVAMENTE) Nós não aceitamos esse convênio. Só o nosso!

MULHER – Mas, a gente não tem o convênio de vocês, não, moça!

RECEPCIONISTA – Então não posso fazer nada, minha senhora! O nosso hospital só atende com o nosso plano de saúde. A sua nunca viu a propaganda? Saudmed: Sua saúde é só um detalhe!

MULHER – Mas o meu marido está quase morrendo. A gente paga imposto, minha filha, tem direito à saúde!

RECEPCIONISTA – Aí, querida, já não é comigo, não! Aqui a ordem é só atender com o nosso plano de saúde. Sem Saudmed, não posso fazer nada, nem pela senhora e nem pelo seu marido. Se a senhora quiser fazer nosso convênio, é só ir até o fim do corredor que a mocinha lhe atende.

MULHER – Mas isso é um absurdo! Eu vou chamar a polícia! Eu vou chamar a imprensa.

NAS CADEIRAS, O HOMEM, GEME. A RECEPCIONISTA SE VIRA DE COSTA PARA A MULHER E LIGA O TELEFONE.

RECEPCIONISTA – (AO TELEFONE) Alô!… Oi, sou eu!… Já atendi. Era mais um que não tinha o nosso plano. E aqui está assim, não tem o nosso plano, a ordem é despachar! Não!… Vai espernear um pouco e os seguranças chegam e colocam pra fora… Mas, então, menina, você vê só, a concorrência tá forte!

A MULHER XINGA, O HOMEM GEME. A LUZ CAI EM RESISTÊNCIA.

                                              – FIM –

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: