Um País dividido


Democracia, um governo do povo, pelo povo e para povo, pelo menos foi isso que aprendi nos bancos escolares, mas as circunstâncias e atitudes suspeitas e mal explicadas do governo e de seu partido, que preferem se colocar como os bons, os coitados e que, ao invés de reconhecerem suas culpas, bradam aos quatro ventos que estão sendo vítimas de golpe, de que a revolta não é do povo e sim da burguesia e da mídia, dividindo o país numa luta de classe.

Parece que o poder cegou os olhos do partido do governo, que antes, se vangloriava de ser o partido do povo, que conhecia as necessidades do povo, mas parece que já não consegue captar a insatisfação generalizada que se ouve pelas ruas, nos pontos de ônibus, nas filas dos bancos, na feira, nos corredores de hospitais, o desconforto e a revolta com os rumos do país não está apenas na classe média, média-alta, ou alta e nem é produto da mídia.

O partido que se intitula o partido das conquistas sociais, perdeu a mão e aquele que se dizia diferente, ficou pior, e já nem se dá conta de que não tem mais a unanimidade, nem mesmo entre os mais pobres do país, pois tantos foram os escândalos e desmandos, que fizeram que o povo das classes mais pobres (não o militante partidário) perdesse o encantamento pelo canto da sereia, ainda que os correligionários do partido ecoem os brados que a insatisfação seja só burguesa e da mídia.

O momento que deveria ser de busca de diálogos, de busca de soluções para governabilidade, tem sido de troca de acusações e de divisão do país pelo poder financeira das pessoas. É triste e preocupante quando não enxergamos no governo, no seu partido e nos seus militantes, a hombridade de reconhecer a insatisfação das ruas e ainda ouvir bravatas de que estão sofrendo tentativa de golpe, golpe de quem? O povo é quem foi golpeado!

E quanto mais o povo mostra a sua insatisfação, mais o partido e seus líderes colocam gasolina no fogareiro, insistem em tentar esconder aquilo que o povo já cansou de ver, e ao invés de acalmarem os ânimos, costurarem acordos para encontrar a governabilidade do país, fecham os olhos, tapam os ouvidos e gritam aos quatro ventos que a mídia é que está querendo jogar os pobres contra o governo, contra o partido, contra o país. A situação está aí, só não vê quem não quer ou fingi não querer ver.

Caminhamos por um caminho muito perigoso, pois o ódio nunca foi um bom conselheiro e, ânimos acirrados demais sempre provocam atitudes impensadas que gerarão sérios problemas futuros. Só o que não se pode é minimizar as queixas e as insatisfações do povo e os gritos vindos das ruas, pois, nos quatro cantos do país, em todas as classes sociais, não há unanimidade partidária, ao ponto de, um único partido, se achar onipotente e acima de contestações. Nenhum partido o é!

O que também parece não ter sido notado pelo governo e por alguns de seus aliados e eleitores é que a insatisfação não é apenas contra o governo, contra o partido e sua governante, a insatisfação é pela asfixia que o Estado tem aplicado no povo, demonstra uma revolta que, por muito, ficou contida e que, diante do quadro atual, está em ebulição. É preciso uma postura firme e honesta, que sinalize para uma nova direção, algo que acenda a luz no fim do túnel e não provoque mais revanchismo e retaliações.

A democracia é o governo do povo, pelo povo e para o povo e, ainda que seja apenas por um terço deste povo, o direito de demonstrar a insatisfação e de cobrar medidas que não estão indo ao encontro do que anseiam, é legítimo e deve ser respeitado. Democracia não é e, não pode ser, uma sobreposição de opiniões, nem um sufocar de vontades de um governo que há tempos deixou de ser popular. E do jeito que estão forçando uma divisão, não demora e serão tantos os cacos, que ficará impossível de se colar.

2 respostas para Um País dividido

  1. A história é um carro alegre, cheio de um povo contente, que vai levando (indiferente) todo aquele que a negue. Bons pontos.

  2. Tiago Vieira disse:

    Bela produção! Escrevo também nesta linha de artigos e crônicas. Visite o http://www.dissertandosobredireito.wordpress.com A visita vale à pena! Esteja à vontade também para colaborar conosco. Será uma satisfação!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: