A hipocrisia do moralismo atual


Às vezes, parece que vivemos em um outro lugar, um lugar aonde os seres humanos são os mais puros, retos e ilibados de todo universo, pois, volta e meia nos deparamos com alguns tendo surtos de moralismos com graus acentuados de caretice e atitudes reacionárias, por vezes, até descabidas diante de certas situações. A impressão que dá é que as pessoas estão tão viciadas no mundo cor de rosa que inventaram nas redes sociais, que acham que a vida real é tudo lindo e que os seres humanos são todos iguais.

Talvez, o excesso de egocentrismo também esteja contribuindo para certos comportamentos frente a alguns acontecimentos; a ideia de que tudo a sua volta gire na forma e do jeito que se quer é bem visível nos dias de hoje, basta prestar um pouco mais atenção nas pessoas. Ninguém quer que nada saia fora da ordem pré-estabelecida por um consciente coletivo que, se reveste de um falso moralismo, para só enxergar o que lhe convém.

Há uma necessidade de se mostrar um cidadão exemplar, respeitador de valores éticos e sociais, solidário, participativo, e que esteja sempre pronto a sair em defesa da parte injustiçada. Mas quem é a parte injustiçada? Sob quais valores éticos e sociais recaem essa defesa? Alguém pode explicar como pode ao mesmo tempo corromper um guarda e lutar contra a corrupção? Como pode ao mesmo tempo falar mal da vida alheia e depois querer linchar a fofoqueira?

Tem muita gente querendo se passar pelo que não é apenas para estar bem com a maioria e empunham bandeiras contra as minorias. Mas, porque ainda esse discurso em favor das minorias? O discurso precisa ser em favor da igualdade, da justiça que pune qualquer pessoa independentemente de classe, cor, credo e opção sexual, do respeito incondicional ao jeito peculiar de cada ser humano ser, do direito de ir e vir e, não de se fazer indignado diante deste ou daquele acontecimento.

A sociedade precisa repensar um novo modelo de convivência, não este que está aí, onde as pessoas estão se fechando em seus pequenos clãs, pintando um quadro de vida feliz nas redes sociais, e destilando um moralismo hipócrita para não ficar “mal” entre seus pares. Hoje em diante a opinião é uma ofensa e a discordância é um crime quase inafiançável. Se alguém se declara contra algo que a chamada maioria pensa e acha, pronto, vira alvo da patrulha do falso moralismo.

É preciso parar, de uma vez por todas, com tanto “mimimi” e tanto chororô e parar de sair toda hora defendendo esta ou aquela situação, sejamos realistas e busquemos, verdadeiramente, estreitar nossos laços com as pessoas de carne e osso, procurando respeitar e defender o que realmente for importante para a sociedade como um todo e aprender aceitar que o ser humano é um ser imperfeito, pois, quem sabe assim, não sobre mais espaço para que as pessoas deixem de se revestirem da hipocrisia do moralismo atual.

Uma resposta para A hipocrisia do moralismo atual

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: