Não se mexe com quem está quieto


Essa aventura doeu muito. Nunca senti tanta dor que nem aquele dia. Eu bem que avise pro Paulinho que não ia dar certo, mas sabe como é menino, né? Se acha um valentão. Só que quem acabou sofrendo, foi eu e a Joana. Vou contar como foi.

O Paulinho veio passar o dia na casa da Joana, acho que era sábado. Será que era sábado? Era sábado sim, pois eu lembro que fiquei o domingo todo sem poder sair da cama.

– Que tal a gente ir até o terreno do seu Zé? Disse o Paulinho.
– Fazer o quê? Respondeu Joana ao Paulinho.
– Ah, eu não quero! Pô, Joana, você falou que ia brincar comigo lá em casa.
– É, Paulinho, não vai dá! Eu e a Helena vamos brincar de outra coisa.

Mas, não adiantou a gente falar. O Paulinho ficou enchendo, até a gente ir com ele lá no terreno do seu Zé.

– Tem uma coisa bem legal que eu quero mostrar pra vocês! Disse o Paulinho.

E sabe como é menina, né? Adora saber das coisas. Então, fomos eu, a Joana e o Paulinho lá pro terreno do seu Zé atrás da grande coisa que o Paulinho tinha para mostrar pra gente.

– Ei, aonde vocês vão, hein? Perguntou o seu Zé.
– Vamos catar carambola! Disse a Joana, pois eu não gosto de carambola.
– Não vão me cair da árvore, hein?
– Pode deixar seu Zé, quem vai subir na arvore vai ser o Paulinho.

Pegamos a chave do portão do terreno e saímos correndo. Quando a gente chegou lá, tava cheio de carambolas espalhadas pelo chão e um monte de folhas caídas. O Paulinho e a Joana começaram a comer as carambolas que tavam no chão mesmo.

– Ai, que nojo! Vocês nem vão lavar isso!
– Deixa de frescura, Helena! Disse o Paulinho.
– Gostoso é comer assim! Falou a Joana, enquanto separava outras carambolas que tavam caídas em volta da árvore.

Eu não tava achando nenhuma graça naquilo. Não via nada diferente no terreno do seu Zé e não via graça nenhuma em comer carambolas. De repente, uma abelha começou a rodear a Joana.

– Cuidado, Joana! É uma abelha!

Foi aí que o Paulinho contou a tal novidade que ele queria mostrar. Uma colmeia de abelhas no meio do pé de carambolas.

– É só a gente não mexer com elas, que elas não vão fazer nada com a gente.
– Isso mesmo, Joana.

Mas, sabe como é menino, né? Todo valentão! Tinha que mexer com que estava quieto. Foi só o Paulinho cutucar a colmeia com um pedaço de galho velho, que saiu de dentro dela umas duzentas abelhas.

– Foge! Foge! Gritou o Paulinho, já saindo correndo em direção ao portão.

Eu e a Joana ficamos ali, paralisadas de tanto medo. A gente só conseguia gritar:

– Socorro! Socorro!

Não demorou muito e as abelhas já tinham coberto eu e a Joana. Como a gente tomou picada! Doía tanto! A gente só gritava:

– Socorro! Socorro!

Peguei um pedaço de galho velho e comecei a bater nas abelhas, mas parecia que quanto mais eu batia, mas elas picavam a gente.

– Para, Helena! Assim elas não vão parar de picar a gente!
– Mas, a gente precisa tirar elas de cima da gente!

A sorte foi que o Paulinho foi chamar o seu Zé, porque senão, as abelhas tinham acabado com a gente. Não sei o que ele fez para espantar aquele monte de abelha de cima da gente, mas, o meu corpo e o da Joana ficaram todo inchado de tanta picada.

Quem mandou mexer com quem tava quieto. O Pior é que o Paulinho que cutucou a colmeia, não levou nenhuma picada sequer! Até hoje ainda tenho marcas das picadas das abelhas. Ah, a Joana também! Tem uma marca bem grandona bem no meio da bochecha dela.

E sabe como é menino, né? O Paulinho, que armou aquela confusão toda, foi contando pr’os outros meninos que salvou a gente das abelhas. Mas, sabe como é menina, né? A gente espalhou pra todo mundo que ele não salvou nada, saiu correndo com medo das abelhas.

Mas, o Paulinho ainda me paga. Ele vai ver só!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: