O texto dramático na escola


Quando se fala em um texto de teatro, a primeira idéia que vem à cabeça de qualquer um é vê-lo encenado nos palcos, mesmo porque, um texto dramático é a matéria prima que dá vida a um espetáculo teatral. Só que um texto dramático não pode se resumir a ser apenas a parte narrativa que dá vida a interpretação de atores e atrizes em um palco, um texto dramático pode e tem a oferecer muito mais que isso.

O que parece não ficar claro para alguns é que um texto de teatro é, antes de mais nada, uma obra literária e, como tal, pode e deve servir de material para o ensino, principalmente da língua portuguesa. Um texto dramático não precisa ficar atrelado à realização de um espetáculo teatral, é preciso que se explore todo potencial da estrutura dramática que há num texto, utilizando-o com um aliado da escola.

Só que não se observa muitas práticas de ensino que lancem mão do uso da peculiaridade que há em um texto dramático, principalmente para o ensino de nossa língua. Quando pensamos em teatro na escola, só enxergamos o texto como parte integrante de um espetáculo, de uma atividade de apoio pedagógico, damos mais importância à montagem teatral, do que ao conteúdo linguístico intrínseco no texto.

É sabido que alguns livros didáticos até trazem trechos de obras dramáticas de autores famosos, mas a abordagem proposta é, na maioria das vezes, pautada em discussões rasas sobre características dos personagens, tempo, espaço e ações abordadas no texto, tornando a utilização da obra, simplista, diante do vasto material inexplorado de um texto dramático. É como analisar a capa do livro e não a sua história.

Se olharmos a fundo um texto dramático, podemos localizar muito mais do que os livros didáticos nos apresentado como conteúdo a ser ensinado, um texto dramático traz muito mais do que uma simples análise do discurso sobre o que foi proposto pelo autor naquela história. Nas linhas de um texto dramático podemos discutir, por exemplo, o uso da oralidade ou as variações linguísticas, ou ainda o uso da norma padrão da língua.

Portanto, pensar na utilização de um texto dramático apenas para montagem de um espetáculo de teatral que servirá de apoio pedagógico para essa ou para aquela disciplina, é muito menos do que um texto de teatro tem para contribuir para o ensino de nossa língua. Em tempos de multiculturalismo, enxergar o texto dramático apenas como parte integrante de um espetáculo teatral é deixar escapar uma vasta possibilidade de conteúdo educacional.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: