Qual é a graça?


Não há como negar que rir desopila as pessoas, que faz aliviar as tensões do dia a dia e que, quando o riso surge de forma espontânea numa gargalhada de mostrar os dentes, contagia a todos que estão à volta, mas de uns tempos pra cá, parece-me que se perdeu a mão, pois o esforço em querer causar graça a todo custo, está deixando a piada sem graça.

Parece que fazer rir virou uma obrigação tão grande que vários programas chegam às raias do absurdo, criando situações, ás vezes, até constrangedoras, em busca de ver surgir no rosto das pessoas nem que seja um sorriso amarelo. Mas eu não consigo ver graça em quase de nada que tenho visto hoje em dia, principalmente em programas de televisão.

Vejo as pessoas comentando esse ou aquele programa, esse ou aquele personagem, mas não consigo enxergar nem num caso, nem no outro, algo que me desperte o riso fácil. O riso tem que ser conquistado através de situações surpreendentes, que te pegue despreparado, desarmando o teu espírito, fazendo com que você não consiga segurar mais o riso.

Eu juro que até me esforço em tentar enxergar alguma graça nos programas e quadros humorísticos que as pessoas tanto comentam, mas só consigo, apenas enxergo tentativas de querer me empurrar um humor plastificado, pré concebido, apostando em fórmulas já desgastadas e que não configuram mais situações engraçadas, apenas constrangedoras.

Talvez essa necessidade quase que obrigatória em buscar fazer humor a todo custo e a qualquer preço, esteja comprometendo a concepção de programas ou até mesmo de personagens humorísticos, pelo menos é o que vejo e que acho. A mim não contagia essas tentativas equivocadas de me fazer rir, pois, por mãos que me esforce, não veja nada de humor.

Sei que muitas pessoas que conheço se rasgam de tanto rir com alguns programas humorísticos, ou com esse ou aquele personagem, vendo graça até mesmo num levantar de sobrancelhas, só que vejo tudo tão forçado, tão apelativo, tão superficial, que não veja graça em nada e não entendo aonde as pessoas conseguem ver tanta graça.

Talvez o problema esteja comigo, talvez eu esteja muito exigente, talvez eu esteja mais rabugento, talvez eu esteja amargurado, talvez eu esteja mal-humorado, mas quando paro para assistir esse ou aquele programa de humor da moda ou esse ou aquele personagem que todos clamam engraçado, sempre acabo me perguntando: Qual é a graça?

Anúncios

One Response to Qual é a graça?

  1. Os “programas de humor” feitos no Brasil são de uma falta completa de talento, ainda que eles produzam aquilo com um olho nas pesquisas do ibope. Mas temos o Porta dos Fundos, que é hilário. Temos o “Humor de quinta” e temos os programas políticos (impagáveis) e os religiosos. Viu? É uma questão de querer rir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: