AMOR DE POSSEIRO


UM DIA EU JÁ FUI POETA

VERSAVA DORES DE AMOR

RIMAVA PALAVRAS CONCRETAS

DE LÁGRIMAS QUE ALGUÉM DERRAMOU

FAZIA DO SEU, O MEU SOFRIMENTO

LANÇAVA AO VENTO

PALAVRAS AO LÉU

CHORAVA EM QUALQUER DESPEDIDA

E A NOITE DE ALMA VAZIA

BRINCAVA COM A LUA NO CÉU

HOJE EU REENCONTREI O POETA

QUE VERSAVA AS DORES DE AMOR

PERGUNTEI POR ONDE ELE ANDAVA

ME CONTOU QUE AMAVA

E QUE ESTAVA FELIZ

QUE SE INSTALOU FEITO POSSEIRO

NO LATIFÚNDIO DO SEU PEITO

E QUE DE TÃO SATISFEITO

NUNCA MAIS SOFREU DE AMOR

Anúncios

One Response to AMOR DE POSSEIRO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: